Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Coisas interessantes que aprendi hoje no café a ouvir uma senhora na mesa ao lado

08.05.15publicado por Gato Pardo

- É perfeitamente possível pedir uma terceira hipoteca de uma casa. Eu conhecia o conceito de segunda hipoteca, o de uma terceira era para mim um mito. Implicava uma capacidade de descontrole financeiro que era para mim desconhecida.

- É perfeitamente possível uma senhora dever à banca cerca de 36 mil euros em cartões de crédito só porque sim. É muito plástico. E provavelmente muito silicone naquelas mamas e muitas idas à faca também.

- É perfeitamente possível palrar que a vida está má, que se anda a comer latas de salsichas dia sim dia sim, mas quando se deve 36 mil euros a entidades bancárias variadas, muito menu de degustação deve ter passado por aquela goela, muita viagem ao cu do mundo, muita ilusão de viver uma vida para a qual não se tem capacidade monetária para o fazer.

Eis uma pequena lição de vida alentejana que me ensinaram.

Modo de vida alentejano:

- Não há dinheiro, não há palhaços.

- Se há dinheiro, lixa-te para os palhaços. Guarda-o. É capaz de fazer falta.

- Queres ir viajar a Cuba? Há aqui uma no Alentejo. Também é gira.

- Queres boa gastronomia? Bem vindo ao Alentejo. E são porções para gente de barba rija, não para putos cuja barba demora 3 meses a crescer.

Faz-me espécie as pessoas que gastam o que não têm. Que lixam as suas vidas, as vidas dos filhos, and so on and so on pela ilusão de mostrar à vizinhança um carro novo ou outra porra qualquer. Well done. As entidades bancárias agradecem. E o vosso ego miserável também.

8 comentários

Comentar este post